notícias sinfren

Conheça todos os convênios do seu Sinidcato com a Masterclin! 

Constantemente estamos divulgando as parcerias e descontos em nossas redes sociais.

Além do Cascata Carolina, também estamos com descontos em compras na Cacau Show. Aproveite!

Você sabia que associados do Sinfren também podem sugerir estabelecientos para fazerem parte de nossas parcerias?

Entre em contato com a gente ou, diretamente com a Masterclin!

Sinfren, sua casa fora de casa!

Para continuar realizando um bom trabalho e fortalecer sua relação com os trabalhadores, a diretoria do Sinfren segue visitando as bases. A intenção é tirar dúvidas da categoria, reforçar a grande importância da luta sindical e aproximar o trabalhador de sua entidade. Na manhã desta quarta-feira, 02, o presidente Roque Roberto dos Santos, ainda, lembrou os trabalhadores de que o kit material escolar, entregue todos os anos, já está sendo providenciado. Então, vale lembrar que, quem tem filhos devidamente matriculados na escola, até 15 anos de idade, pode solicitar o kit para o Sindicato. Esse é um incentivo para que crianças e adolescentes continuem no ensino regular. Nossa luta continua. Sinfren, sua casa fora de casa!

O Sinfren convida aos trabalhadores a conhecerem o evento Portas Abertas.

A intenção é levar o bem estar a todos os que precisam e se interessam em conhecer o trabalho.

E mais, no dia do evento terão mais de 20 profissionais a sua espera para uma sessão terapêutica gratuita!

Uma grande oportunidade de reflexão e conversa pontual!

Quando: 21/09 - sábado

Horário: das 10:00 às 16:00.

Local: Rua Dr. Armando Valério de Assis, N. 54 Agronômica. 

Mais informações: whatsapp: 48 99156-2354

 

Sinfren, sua casa fora de casa!

Apresentamos a vocês a nova parceria do Sinfren, com a Masteclin:


????mais de 8 mil parceiros em convênios.
????você pode indicar o convênio de sua preferência.
????filiados do Sinfren têm desconto em todoso os convênios.
????quem ainda NÃO É filiado, pode se FILIAR!

Todas semana teremos novidade em nossas redes sociais.

Confira em nosso Instagram : @sinfren e facebook: @sinfrensc


Sinfren, sua casa fora de casa!

Na incansável luta para manter os direitos dos trabalhadores, o presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), e o senador Otto de Alencar (PSD-BA) conseguiram articular junto ao Senado para que fosse retirado da Medida Provisória 881(também conhecida como minirreforma trabalhista) o trecho que permitia o trabalho aos domingos e feriados. A Câmara dos Deputados incluiu essa autorização que transformava os domingos e feriados em dias normais de trabalho.
 
A legislação atual, cujas regras ainda estão valendo, defende que a folga semanal deve ser no domingo “salvo motivo de conveniência de serviço ou a necessidade imperiosa de serviço”. Sendo assim, trabalhar aos domingos e feriados, diferente do que está estabelecido na lei, só se estiver estabelecido em convenção coletiva de trabalho, com  pagamento de horas extras em dobro.
 
“Se esse item não fosse derrubado da MP isso seria uma analogia à escravidão. O trabalhador seria extremamente prejudicado em todos os sentidos – social, emocional e na saúde – se fosse privado de gozar dos domingos com seus familiares ou para seu descanso. Conseguimos derrubar esse hipótese absurda junto com o trabalho desenvolvido pelo senador Otto Alencar e seguimos na luta”, diz Patah.
 
O Sinfren defende essa luta em favor da classe trabalhadora e não permitirá que os direitos adquiridos sejam retirados. É inadimissível que as condições de trabalho sejam precarizadas.
Lembramos que a luta junto com o sindicato é mais forte e garantida!
 
Sinfren, sua casa fora de casa!

Concordando ou não, a Reforma da Previdência é um fato. Está posta. Apesar da versão aprovada em primeiro turno pela Câmara dos Deputados ser mais palatável do que aquela contida no texto original, enviado pelo executivo, continua extremamente agressiva e prejudicial aos segurados, fato notabilizado através da alteração da fórmula de cálculo dos benefícios, que passará a incluir todas as contribuições do segurado, inclusive as menores, e cujo efeito será um menor valor de aposentadoria. A cumulação de benefícios como pensões e aposentadorias será mais restritiva e ocorrerá de forma escalonada, com alíquotas. Além da manutenção da possibilidade de um pensionista receber valores menores do que um salário mínimo, exceto se a pensão for sua única fonte de renda. 

Dentre tantos destaques negativos um merece especial atenção: a imposição de uma idade mínima, que perpassa praticamente todos os benefícios, o que afeta, inclusive e principalmente, a aposentadoria especial, benefício destinado, dentre outros, aos trabalhadores que desenvolvem suas atividades nos pátios de postos de combustíveis como frentistas, gerentes de pista e bombeiros, além daqueles que trabalham em rampas de lavação e troca de óleos, como os lavadores e lubrificadores. 

 

É sabido que esses profissionais desenvolvem atividades periculosas e/ou insalubres e em locais também nocivos. Por tal motivo, a legislação previdenciária previu um tempo de contribuição menor para o deferimento desta espécie de aposentadoria que pode ser de 15, 20 ou 25 anos, a depender do tipo de agente nocivo e sem imposição de qualquer idade.

 

Todavia, na contramão do caráter protetivo que substancia a aposentadoria especial, a reforma da previdência tenta impor a esses trabalhadores a exigência de uma idade mínima. Essa imposição ocorrerá de duas formas: a primeira, para aqueles segurados que já estão filiados ao regime, ou seja, para aqueles que já são contribuintes do INSS, através de um sistema de Pontos; a segunda, para aqueles segurados que futuramente se filiarem ao sistema, através de uma idade mínima.

 

O sistema de pontos leva em consideração o tempo de contribuição especial do segurado, seja ele homem ou mulher, que continua tendo que obedecer ao tempo especial mínimo legal (15, 20 ou 25 anos), mais a idade, cuja soma deverá ser igual ou superior a 66 pontos para aqueles segurados que precisam comprovar 15 anos de tempo especial, 76 pontos para 20 anos e 86 pontos para 25 anos. Detalhe: essa regra valerá a partir da vigência da reforma e essa pontuação aumentará um ponto a cada ano a partir de 1° de janeiro de 2020 até atingir, respectivamente, 81, 91 e 96 pontos:

 

Para quem já estiver no sistema: SISTEMA DE PONTOS (somados idade + Tempo de Contribuição Especial):

      66 pontos – 15 anos de tempo especial;

      76 pontos – 20 anos de tempo especial;

      86 pontos – 25 anos de tempo especial;

 

A partir de 1° de janeiro de 2020 a pontuação aumentará um ponto a cada ano (para homem ou mulher) até atingir:

      81 pontos – 15 anos de tempo especial;

      91 pontos - 20 anos de tempo especial;

      96 pontos - 25 anos de tempo especial. 

 

Já aqueles segurados que se filiarem ao regime do INSS após a vigência das alterações introduzidas pela reforma da previdência somente poderão requerer o benefício de aposentadoria especial após comprovarem idade mínima de 55, 58 e 60 anos, respectivamente à comprovação do tempo mínimo de trabalho especial de 15, 20 e 25 anos:

 

Para quem for se filiar ao sistema: IMPOSIÇÃO DE IDADE MÍNIMA:

     55 anos – 15 anos de tempo especial;

     58 anos – 20 anos de tempo especial;

     60 anos – 25 anos de tempo especial.

 

Mas não é só, a reforma veda, a partir de sua vigência, o reconhecimento da especialidade por categoria profissional, bem como a conversão de tempo especial em comum, que será permitida apenas até a data de sua promulgação. Além disso, haverá a exigência, para os casos de conversão, da comprovação do prejuízo à saúde, ou seja, ao segurado não bastará apenas comprovar a exposição aos agentes nocivos, mas que tal exposição lhe acarretou danos efetivos. Na prática, se um segurado trabalhou exposto a níveis de ruído acima do legalmente permitido ele precisa comprovar atualmente apenas tal fato, a exposição; com a reforma terá de comprovar, além disso, que teve perda auditiva em decorrência dessa exposição. 

 

Por fim, o mais preocupante para os profissionais que trabalham em postos de combustíveis, a reforma excluirá a possibilidade da aposentadoria especial para aqueles segurados expostos a agentes periculosos, como é o caso dos frentistas e outros profissionais que laboram em postos de combustíveis. 

 

O que se percebe, portanto, é que se aprovada a reforma da previdência nos termos atuais, na prática, a aposentadoria especial se tornará inviável, tendo o caráter protetivo e social que substanciam esse benefício cedido em detrimento de critérios meramente econômicos.

 

Qualquer dúvida e para fins de esclarecimento e simulação de aposentadoria, os trabalhadores poderão entrar em contato com nosso advogado previdenciário, dr Jorge Mazera. Importante lembrar que para filiados do Sinfren o atendimento é gratuito!

Texto elaborado pelo advogado previdenciário do Sinfren Jorge Mazera, OAB/SC 31.140. Contato: 48.99965-1865 / jorge@mazera.adv.br / mazera@gmail.com 

Sinfren, sua casa fora de casa!

 

O governo federal divulgou em 25 de julho o calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o ano que vem. Trata-se do saque-aniversário, que vai permitir pagamentos anuais para quem tem dinheiro no fundo, mesmo em contas inativas.
O cronograma vai funcionar de acordo com o aniversário do beneficiário, mas, até o momento, apresenta, apenas, os meses de saques para quem nasceu no primeiro semestre.
Em 2020, os saques para quem faz aniversário de janeiro a junho, terá o seguinte cronograma:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro - os saques serão efetuados no período de abril a junho de 2020;
  • Nascidos em março e abril - os saques serão efetuados no período de maio a julho de 2020;
  • Nascidos em maio e junho - os saques serão efetuados no período de junho a agosto de 2020.

A medida provisória, divulgada no Diário Oficial, ainda não apresenta o calendário para quem nasceu no segundo semestre. Mas, o Ministério da Economia informou que, após junho, os saques poderão ser feitos no mês de aniversário do trabalhador.

Por exemplo: quem nasceu em setembro, poderá sacar o FGTS em setembro. A partir de 5 de agosto, a Caixa Econômica Federal apresentará mais detalhes, como cronograma e canais de atendimento. O saque-aniversário valerá a partir do ano que vem, para quem optar por receber parte do FGTS a cada ano. Nesse caso, os interessados em aderir a modalidade terão que informar a decisão à Caixa a partir de outubro deste ano.

Atenção: o trabalhador que optar por essa mudança não poderá efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho, e só poderá voltar à modalidade, que permite o saque total em caso de demissão sem justa causa, após dois anos da mudança.

Vale lembrar que quem optar pelo saque-aniversário continuará com direito à multa de 40% sobre o valor total da conta.
Se o trabalhador não comunicar à Caixa que quer aderir ao saque-aniversário, automaticamente, permanecerá na regra anterior. Mesmo optando pelo saque-aniversário, o trabalhador poderá retirar o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, aposentadoria e falecimento do titular. Na modalidade saque-aniversário, o valor do saque anual será um percentual do saldo da conta do trabalhador:

  • Para contas com até R$500,00, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior o valor em conta.
  • Para as contas com mais de R$500,00, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa. Portanto, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores.

Se o titular possuir mais de uma conta vinculada, o saque será feito na seguinte ordem:

  • contas vinculadas relativas a contratos de trabalho extintos, iniciado pela conta que tiver o menor saldo;
  • demais contas vinculadas, iniciado pela conta que tiver o menor saldo.

A partir de 2021, o saque será feito no primeiro dia do mês do aniversário até o último dia útil do segundo mês subsequente.
Por exemplo: se a data de aniversário for dia 10 de março, o trabalhador terá de 01 de março até o último dia útil de maio (dois meses depois) para efetuar o saque.
Quem quiser migrar para o saque-aniversário poderá dar os recursos do FGTS recebidos anualmente como garantia para empréstimo pessoal. 
Por exemplo: o trabalhador pega um empréstimo no banco e dá como garantia o valor que terá a receber no saque anual e o pagamento das parcelas do empréstimo será descontado da conta do trabalhador no fundo, no momento em que a transferência do recurso do saque-aniversário for realizada.

Sinfren, sua casa fora de casa!

notícias gerais

Atenção, trabalhadores!

Convidamos a todos os migrantes a participarem da Oficina de Cidadania e Direitos Trabalhistas para Migrantes e Refugiados!

O evento será nos dias 23 e 24 de agosto, na sede do Sindlimp - Sindicato dos Empregados em Empresas Prestadoras de Serviços de Asseio e Conservação no Município de Fpolis.

IMPORTANTE

 

O Sinfren apoia esta causa!

Sinfren, sua casa fora de casa!

 

Inormamos que, em função da data de Corpus Christi, nossas atividades serão suspensas em 20 e 21 de junho.

Os atendimentos serão retomados na segunda-feira, 24.

Gratos pela atenção!

Sinfren, sua casa fora de casa!

Hojé é dia de Greve Geral em todo País! O Sinfren, juntamente a sua federação, outras entidades sindicais e centrais de trabalhadores, adere a este movimento pela luta a favor de todos os trabalhadores. Nossa manifestação é para garantir os direitos adquiridos e repudiar a iniciativa do Governo, que minimiza os direitos trabalhistas e desqualifica as condições de trabalho. Caso esta Reforma da Previdência seja aprovada, perderemos o direito à aposentadoria especial: cidadãos que exercem suas atividades de trabalho em locais insalubres (como nós frentistas) não poderão mais se aposentar com 25 anos de trabalho! Exatamente, a situação é mais séria do que se imagina! Os frentistas terão, sim, que trabalhar por tempo determinado pela reforma da previdência, sem ser levado em consideração os riscos nocivos à nossa saúde! Outro ponto fundamental é a intenção do Governo de implementar o sistema de abastecimento de veículos ​self-service. ​Hoje, somos 5 milhões de frentistas em todo o país, caso este sistema seja aprovado, você já pensou em quantas vagas de emprego serão extintas? Um número muito grande de trabalhadores ficará sem emprego e passará a compor a fila de desempregados no Brasil. Trabalhadores, esta luta é tão nossa, quanto sua! Queremos o melhor para você! Nossa entidade sindical existe unicamente para defender e lutar por você! Então pedimos que você analise a atual situação política e econômica de nossa nação e entenda que todas estas decisões, que vêm “de cima”, interferem diretamente em sua carreira profissional. Junte-se e filie-se ao seu Sindicato, juntos somos mais fortes! Não fique só, fique sócio! Sinfren, sua casa, fora de casa!

Depois de tanto debate, nesta quinta-feira, 14, o presidente Jair Bolsonaro entrou em acordo com o ministro da economia, Paulo Guedes, sobre a proposta da Reforma da Previdência que já prevê as idades mínimas para a aposentadoria do brasileiro. O consenso garante um “meio termo” nesta queda de braço entre o presidente eleito e a equipe da economia, assim, a idade mínima para que as mulheres se aposentem será de 62 anos e para homens será 65 anos. Porém, a decisão prejudica os trabalhadores que precisarão trabalhar mais. Este é o ponto mais polêmico desta Reforma. Até agora  Paulo Guedes insistia em idade de 65 anos para ambos os sexos, para assim, garantir uma economia de R$ 1,1 trilhão em dez anos – valor considerado essencial para ajudar a pôr as contas públicas numa trajetória sustentável.

Porém, o presidente teve atendido o pedido para que ao final do seu mandato, em 2022, a idade de aposentadoria seja de 61,5 anos (homens) e 57,5 anos (mulheres), assunto que levou a equipe econômica a ajustar o texto nas últimas semanas.

A proposta é mais dura do que a do ex-presidente Michel Temer porque os prazos de transição são mais curtos: 10 anos para homens e 12 para mulheres. A proposta de Temer previa as mesmas idades de 65 anos, com um prazo médio de 20 anos.

O Sinfren entende que esta decisão prejudica a classe trabalhadora que contribui, legalmente, durante os anos de trabalho. A corda não pode arrebentar para o lado dos trabalhadores, afinal, a crise econônima não pode recair sobre quem não contribuiu para ela. Agora, vamos esperar mais quatro anos para a alteração da idade mínima.

Atenção associados do Sinfren: Agora nosso convênio com a Óptica Referência permite parcelamento, em até 5x, com desconto em folha! Para compras parceladas você recebe desconto de 10%, já para os pagamentos à vista o desconto é de 20%! Não fique de fora desta super promoção!
Nesta quarta-feira, 28, o presidente do Sinfren, Roque Roberto dos Santos, realizou um trabalho junto às bases. A intenção é entregar um material impresso, com informações relevantes à categoria, e proveitar o momento para sanar as possíveis dúvidas dos trabalhadores. Esta é mais uma ação em que o Sindicato trabalha para estar mais perto de seus associados. Costumeiramente o Sinfren realiza essas acoes junto às bases. Associe-se ao Sindicato, lutamos pelo mesmo objetivo!

Via SINPOSPETRO-RJ - Os direitos, a saúde e a segurança dos trabalhadores de postos de combustí­veis e lojas de conveniência são prioridades para o Sindicato dos Frentistas do Município do RJ. Nossas ações nos postos de combustíveis têm por objetivo fiscalizar as normas de segurança e conscientizar os trabalhadores Frentistas sobre os seus direitos. Realizamos diariamente, através das equipes de trabalho, a conscientização e o levantamento sobre cumprimento das normas regulamentadoras de segurança e saúde no ambiente laboral. São distribuí­dos materiais da entidade com informações para a categoria, os patrões ou responsáveis tambám são alertados sobre os riscos de não seguirem as normas de segurança e os direitos trabalhistas. Nas visitas aos postos sempre explicamos que a "reforma" trabalhista trouxe perdas e mudanças nas relações de trabalho, os erros nos cálculos na rescisção contratual preocupam o SINPOSPETRO-RJ. Alertamos os Frentistas para não fazerem homologação na empresa ou qualquer local indicado pelo patrão, exija que seja no sindicato, assim o Trabalhador tem a garantia que as verbas rescisórias são calculadas corretamente. Através do trabalho de base, nossa diretoria verifica se as normas de segurança e saúde, e as leis trabalhistas estão sendo cumpridas pelos empresário de postos de combustí­veis. Os diretores do SINPOSPETRO-RJ verificam as condições de higiene no ambiente laboral, o uso adequado do uniforme e sobre possí­veis irregularidades no contracheque do trabalhador. Caso sejam constatadas irregularidades, a empresa é contatada pelo departamento jurí­dico para solucionar o problema. Se a situação persistir, a denúncia será encaminhada aos Órgãos públicos de fiscalização. SINDICATO - Os Frentistas devem denunciar ao sindicato qualquer irregularidade no ambiente laboral. As denências serão mantidas em sigilo e poderão ser feitas pelos telefones: (21) 2233-9926 sede em Vila Isabel; (24) 3348-4955 subsede Volta Redonda e (21) 2667-5126 subsede Nova Iguaçu. Nossos dirigentes sindicais e suas equipes estão diariamente em ações alertando para que os funcionários em postos não assinem nada com a empresa antes de consultarem o SINPOSPETRO-RJ. Todos devem ficar atentos, nossa luta será a defesa dos direitos dos trabalhadores Frentistas. Garanta diversos benefí­cios e atendimento jurí­dico, associe-se já!

Rua Felipe Schmidt, 303- sala 1101/1102 - Edifício Dias Velho - Centro - Florianópolis/SC

Telefone: 48 | 3028-4039