Menu
Home

Acordos Coletivos

Assessoria Jurídica

Base Representação

Base Territorial

Boletim SINFREN

Convenções Coletivas

Convênios

Diretoria

Downloads

Empréstimos

Fale Conosco

Galeria de Fotos

Galeria de Vídeos

Histórico

Legislação

Links Úteis

Notícias Gerais

Notícias SINFREN

Condições do Tempo
Pesquisa de Opinião

Carregando...

16/07/2013
Correção do FGTS

UGT entra na Justiça para recuperar as perdas da correção do seu FGTS

A UGT ingressou na Justiça com ações coletivas para resgatar a correção monetária sobre os depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, não aplicada desde 1999.

O rombo chega a bilhões de reais, pois a correção que deixou de ser aplicada nas contas do FGTS dos trabalhadores, vai de 48,3% a 88,3%.

As perdas dos trabalhadores são enormes e o escritório de advocacia contratado pela UGT apontou que entre 1999 até 2013 os cálculos da correção do FGTS foram feitos de maneira errada.
Isso faz com que o patrimônio do trabalhador esteja indo para o ralo, por causa das mudanças operadas pelo Governo e Banco Central na remuneração das contas do FGTS.

Pelos cálculos que o Departamento de Economia da UGT elaborou, um trabalhador que no ano de 1999 tinha na conta do FGTS R$ 1.000.00 hoje tem R$ 1.340,47.  Na verdade se as regras não tivessem sido alteradas e a taxa referencial (TR) não tivesse sido manipulada, deveria ter R$ 2.586,44. Isso significa que está perdendo R$ 1.245,97. É essa diferença, que nesse caso chega a 88,3%, que a UGT está reclamando na Justiça.

A ação coletiva é patrocinada pela UGT, mas dará entrada na Justiça em nome de cada Sindicato filiado à nossa central. 

Por essa razão, trabalhado e trabalhadora, é importante que você compareça ao seu Sindicato para assinar a autorização para entrar com a ação judicial.  É ela que vai legitimar o seu processo e o de milhões de trabalhadores na revisão do seu saldo do FGTS. Na ação estamos entrando com o pedido de liminar. Isso significa que se a Justiça conceder a liminar o Governo será obrigado a efetuar a correção devida de imediato.

Ricardo Patah, presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores

TIRE SUAS DÚVIDAS E SAIBA COMO PEDIR A REVISÃO DO SEU FGTS

Como fazer para entrar com a ação?
Você deve procurar o sindicato da sua categoria munido dos documentos abaixo, para participar da ação coletiva. Também é possível entrar com ação individual, contratando um advogado particular.

Quais os documentos necessários?
Ao procurar seu sindicato, leve os seguintes documentos: Cédula de Identidade, comprovante de endereço, PIS/PASEP (cópia da CTPS), Extrato do FGTS (Caixa Econômica Federal) e Carta de Concessão do Benefício (no caso dos aposentados).

Tenho que pagar alguma coisa?
O custo para ingressar com a ação é de R$ 5,00 (cinco reais) por trabalhador. Esse valor será recebido pelo sindicato e encaminhado à UGT com toda a documentação.

Quem tem direito à revisão?
Todo brasileiro que tenha tido algum saldo em seu FGTS entre 1999 e 2013, esteja ele aposentado ou não.

Quanto eu tenho direito a receber?
Os valores dependem de caso a caso, de acordo com o período em que o trabalhador possuiu valores depositados no FGTS. Há casos em que a atualização chega a 88,3% do valor do fundo.

Eu poderei sacar o dinheiro?
Tudo vai depender de como a Justiça decidirá. Porém, o FGTS possui regras específicas para os saques. A tendência – como aconteceu no acordo de 2001 – é que só possam sacar os recursos os trabalhadores que já adquiriram esse direito, como os demitidos sem justa causa e os aposentados. Em outros casos, a vitória na Justiça significará o aumento do valor do fundo, para quando o trabalhador puder sacá-lo.

Os documentos abaixo relacionados necessários para recuperar as perdas do FGTS serão fornecidos no seu Sindicato:

Autorização de Ajuizamento de Ação do Trabalhador (pdf)

FGTS - Termo de Adesão sindicato (word)

 FGTS - Termo de Adesão  sindicato (pdf)

 FGTS - Procuração sindicato (word)

 FGTS - Procuração sindicato (pdf)

Cadastre seu email para receber nosso informativo
Rua Felipe Schmidt, 303- sala 1101/1102 - Edifício Dias Velho - Centro - Florianópolis - SC
Todos os dtireitos reservados - Copyright 2013 - Desenvolvido por NTDS Web Studio